FÁBRICA DE CHOCOLATES NESTLÉCAÇAPAVA, SP

   
FÁBRICA DE CHOCOLATES NESTLÉ

A intenção ao projetar as estruturas de visitação pública da fábrica de chocolates da Nestlé é a de marcar a paisagem genérica da rodovia de ligação entre S. Paulo e Rio, revelando a presença do espaço de visitação. Essa visibilidade se dará pela construção de torres de acesso ao novo percurso, em vidro e aço, que além da forte marca no entorno resolvem funcionalmente os fluxos conflitantes entre produção e visitação. A geometria estrutural e os materiais usados foram projetados para provocar uma experiência sensorial e perceptiva e contribuir para a apreensão das informações sobre a história e produção do chocolate distribuídas ao longo do percurso.

DESCRIÇÃO DO PROJETO

O projeto é uma intervenção dentro da fábrica de chocolates da Nestlé. Construída na década de 60 foi planejada para receber publico externo porém de uma maneira precária e sem caráter museológico.

A intervenção resolveu três questões principais: conflito de fluxos entre o publico externo e trabalhadores, tornar o simples percurso num museu com conteúdo interativo e por fim demarcar com forte caráter a edificação existente e até então genérica.

Foram criadas duas torres e passarelas exteriores à fabrica, uma de acesso [menor] e outra na saída [maior e de frente à rodovia dutra], ambas compostas por conjunto de escada e elevador.

A estrutura metálica das torres e passarelas é composta por perfis tubulares de 100mm de diâmetro com variações na espessura das paredes internas proporcionado com isso o mesmo detalhe de fixação dos vedos ora painéis de vidro laminado com película vermelha [face sul], ora chapa de aço expandida tipo brise [face norte]. Os pisos são em chapa de aço perfurada e contribuem para a ventilação natural e a drenagem, as coberturas são em chapa de aço lisa superior e inferior com EPS no miolo para melhor desempenho termo acustico. A estrutura é composta por módulos triangulares não-coplanares de 2.5m que se repetem a cada 10m, essa configuração além de auxiliar estruturalmente no contraventamento e com isso permitir uma estrutura mais esbelta faz com que os planos de vidro reflitam diferentes figuras da paisagem. Os vãos da passarela I são de 10 metros [apoiada sobre pilares e vigas metálicos de sessão variável] e no trecho entre a torre I e a fabrica 27.5metros. Já na passarela II o vão entre a torre e o pilar é de 15m e o balanço ate a fabrica é de 5m.

No interior do percurso foram projetados 10 núcleos temáticos em função da produção da fábrica, desde a matéria prima, passando pelos diferentes estágios de produção até a etapa final de embalagem. Foram abertas janelas circulares em pontos estratégicos. Cada núcleo tem cores, matérias e caráter distintos como trilha sonora, narração e cenografia específica.


Local: Via Dutra, Caçapava, SP

Data do projeto: 2009

Data de conclusão: 2011

Projeto de arquitetura e museografia:

Metro Arquitetos Associados

Anna Ferrari, Gustavo Cedroni e Martin Corullon [autores]

Paloma Delgado, Paula Noia, Ricardo Canton, Alfonso Simelio [arquitetos], Felipe Fuchs, Bruno Kim, Marina Ioshii e Pedro Mesquita [estagiários]

Produção: Giro consultoria - Luciana Meili

Estrutura: Companhia de Projetos - Eng. Heloisa Maringoni

Fundações: Renato Perezin

Iluminação: Lux Projetado - Ricardo Heder

Projeto gráfico: BVY Arquitetos - Cássia Buitoni

Conteúdo: Pletora - Paula Pinto e Silva

Trilha sonora e áudio: Zut - Cacá Machado

Obra Civil: Emplatec - Eng. Rubens Molinari, Eng. Edimilson Brandão

Estrutura Metálica: Bandeirantes

Cenotecnia: Liz eventos - Luis Picker

Equipamentos e programação audio visual: Emotique

Nestlé BrasilChocolate:

Luis Felipe Rego, Ricardo Bassani, Lívia Rodrigues, Marina Pádua e Eng. Albano Alves

Agencia de comunicação: J.W.T.


Numeros:

Área total: 1.850 m²

Vãos das passarelas: 27,5m (Passarela 1) e 15,0m (Passarela 2)

Altura: 17m (Torre 1) e 10m (Torre 2)

Peso total da estrutura: 42 Toneladas

Distância total do percurso de visitação: 713m